Irlanda do Norte -2º Dia – Tarde

Prisão de Crumlin Road Goal:

Para se visitar a prisão só com um guia. A tour é apenas feita em inglês, apesar de haver panfletos em várias línguas, incluindo português de Portugal. Obviamente que a prisão já não se encontra em funções e não o está desde 1996, tendo sido posteriormente aberta ao público como um museu. Na tour foi nos explicada quando a prisão foi construída, quando deixou de funcionar e como eram as condições dos prisioneiros ali dentro. A tour/edifício está dividida nas seguintes partes (a seguinte informação é dada pelos panfletos durante a tour):

  • Edifício da Recepção: Onde os novos prisioneiros eram revistados e contados. Eles deixariam a sua identidade e começariam a ser identificados com o número da prisão que lhes era dado. Aqui os prisioneiros era fotografados e colocados em cubículos despidos, lavados e eram-lhes entregues o uniforme da prisão
  • Celas Históricas: Os prisioneiros eram colocados nas suas celas antes de serem levados perante o juiz. Cada cela podia levar até 20 prisioneiros durante curtos intervalos de tempos.
  • Túnel: Construído em 1849/1850 o túnel liga a prisão ao tribunal que se encontra em frente da prisão. O túnel encontra-se aproximadamente 1.5 metros debaixo da estrada. Acredita-se que mais de 25000 prisioneiros usaram o túnel desde 1970 a 1996.
  • Escritório do Governador: Esta área era onde a administração da prisão tomava lugar. Os padres, secretárias, a capela, os médicos e as chaves da prisão encontravam-se nesta zona.
  • Alas: 4 alas – cada ala tem 3 pisos, a ala D tem 4. As celas recordam períodos diferentes da prisão, umas tão antigas que são desde 1840 até aos últimos anos da prisão. Contém uma cela dos prisioneiros condenados onde estes esperariam até serem enforcados.
  • Enterros: De acordo com a lei da época os homens executados deveriam ser enterrados por entre as paredes da prisão sem terem sinalização. A nenhum membro da família era permitido ficar com os pertences dos homens executados e não era permitido ver o corpo do homem enterrado. Dos 17 homens executados na prisão, 15 continuam enterrados por entre as paredes da prisão. 2 corpos foram exumados entre 1999 e 2001. “

 

 

A acrescentar a esta informação talvez que:

  • O tribunal está fechado e o edifício encontra-se em mau estado já que agora está abandonado.
  • Enquanto estávamos no túnel, o guia informou-nos que aquele local é um dos mais assombrados da prisão. Por falar em fantasmas, existe a possibilidade de fazerem uma tour paranormal na prisão (vejam no website deles), mas aviso que tem que ser marcada com antecedência, porque nós até a queríamos ter feito mas para os dias que ali nos estávamos já estava lotada.
  • Um dos momentos mais impressionantes da tour é no  momento que o guia nos mostra a sala onde os homens condenados à morte aguardavam até à sua execução e onde a forca se encontrava (não vou contar porque senão perde piada a visitar), mas acreditem que perturba um bocado.

Eu recomendo virem aqui, achei muito boa a tour e o guia sabia explicar bem e atrair a atenção das pessoas.

20190317_160427Regressámos para o centro de Belfast (a prisão fica um bocadinho fora do centro da cidade), para vermos a torre do relógio, Albert Memorial Clock. A torre facilmente é reconhecida e se lá estiverem reparem que ela está um bocadinho inclinada (um pouco com a Torre de Pisa em Itália). Apesar de inclinada, esta torre já foi restaurada em 2002 num projecto com um fundo multimilionário. Mesmo ao lado realizava-se um pequeno concerto com umas barraquinhas e música ao vivo. Celebrações do dia de São Patrício, lembram-se?

Seguimos para a ponte em direcção ao Museu do Titanic. Sim, é verdade, o Titanic foi construído em Belfast e é um grande ponto turístico da cidade. Acho que toda a gente conhece o navio Titanic e o desastre que ocorreu. Infelizmente quando chegámos ao museu já estava fechado. Sempre pensámos que seria mais rápido chegarmos ao museu, mas mesmo assim não pudemos deixar de apreciar a sua arquitectura moderna.  Toda esta zona da cidade chama-se Quarteirão do Titanic (Titanic Quarter) e é também aqui que se encontra uma “coisa” famosa mas peculiar em Belfast, the Samson and Goliath Cranes (os guindastres de Samson e Goliath). incrível como aquelas duas grandes estruturas amarelas são famosas em Belfast.

20190317_163758-1.jpg
Museu do Titanic

A tarde estava rapidamente a dissipar-se mas não tínhamos vontade de dar a grande volta para o centro da cidade e por isso parámos num bar para beber qualquer coisa. Aqui experimentei o famoso Irish Coffee, mas já me disseram que aquilo não estava bem feito, a ver pela fotografia. Descansámos e ganhando energia fomos para perto do hotel onde íamos jantar. Quando voltámos a passar pela ponte reparámos numa estátua de um peixe, todo em azul em cerâmica, o Big Fish. Esta estrutura foi criada em 1999 para celebrar a a regeneração do Rio Lagan e sua importância histórica para a cidade.

20190317_161220
Blue Fish and Samson and Goliath Cranes

 E assim ficámos no final desta 2ª parte deste dia em Belfast.

 

Irlanda do Norte

Irlanda do Norte – 1º Dia – Manhã

Irlanda do Norte – 1º Dia – Tarde

Irlanda do Norte – 2º Dia – Manhã

Irlanda do Norte – 2º Dia – Noite

Irlanda do Norte -2 Dia – 3 Parte 

 

 

5 thoughts on “Irlanda do Norte -2º Dia – Tarde

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s