Irlanda do Norte

Com todos os preparativos para o nosso casamento em Junho as nossas viagens tem sido para Portugal e o “bichinho de ver novos sítios” já andava à volta de mim. Foi por isso que “obriguei” o meu noivo a usar as restantes férias que tinha deste ano para irmos por um fim-de-semana prolongado à Irlanda do Norte. Estudámos qual o fim-de-semana do mês de Março que ambos tínhamos livre e acabou por calhar naquele em que se celebra o dia de São Patrício. Muitos nos disseram que éramos malucos; que a cidade ia estar uma confusão nesta altura, que haveria muito mais pessoas na cidade, que só íamos ver bêbados pelas ruas,  eu sei lá. Muitas foram as opiniões e comentários negativos sobre nos aventurarmos-nos neste fim-de-semana em particular em Belfast. Mas sabem que mais? Ainda bem que assim foi, pelo menos pudemos viver e ter contacto em primeira mão com o verdadeiro espírito irlandês. A lição desta historia? Não liguem aos comentários dos outros e vão onde e quando vos apetecer.

 

E sim, pensámos primeiro em ir a Dublin, uma cidade mais conhecida, mas depois de vermos os preços dos hotéis decidimos que Belfast era um destino mais em conta para as nossas carteiras. Ainda estivemos divididos confesso, mas como um amigo meu, que vive em Belfast se mostrou disponível para nos levar até à costa, a meu ver, um dos pontos principais a visitar na Irlanda do Norte,  a  nossa decisão foi facilitada. Marcámos os voos – partida no sábado de manhã e volta na segunda à noite. Os voos de Londres para Belfast demoram apenas 1 hora e aterrámos em Belfast por volta das 9 da manhã de sábado. O aeroporto não fica perto do centro da cidade e aconselho-vos a apanharem um autocarro ou o Uber (como nós fizemos na regresso a casa), dependendo de onde fica o vosso hotel.

A nossa viagem ficou delineada da seguinte forma:

Primeiro dia – Sábado

 

  • Old Bushmills Distillery (Destilaria Bushmills)
  • Giant’s Causeway (Calçada dos Gigantes)
  • Dunluce Castle (Castelo Dunluce)
  • Dark Hedges (estrada onde foi gravada a série Guerra dos Tronos)
  • Belfast – Dar apenas uma volta pela cidade e jantar

 

Segundo Dia – Domingo

 

  • City Hall (câmara municipal)
  • St Anne’s Cathedral (Catedral de Santa Ana)
  • Albert Memorial Clock (Torre de Relógio)
  • Big Fish (Grande Peixe)
  • Titanic Quarter and Museum (O quarteirão e o Museu do Titanic)

 

Terceiro dia- Segunda

 

  • Crumlin Road Gaol Prison (Prisão de Crumlin Road Gaol)
  • Ulster Museum (Museu Ulster)
  • Botanic Gardens (Jardim Botânico)

 

Claro que no final a viagem não seguiu bem o programa, como sempre, mas não esteve muito longe. Para comidinha, que também é importante, tínhamos que provar os burritos do Boojum, que o meu colega não se cansou de falar neles, e o restaurante COSMO, que é um dos melhores restaurantes buffet da cidade. Para o pequeno-almoço, já sabem como é, reservamos sempre um quarto com pequeno-almoço incluído e acabámos por escolher o Fitzwilliam Hotel (apesar de haver muitas boas escolhas em Belfast). Apesar de este ser um hotel de 5 estrelas, consegui um bom desconto para aquela altura através do Booking.com e por isso não tivemos que dar um rim para puder lá passar duas noites. Comecemos a nossa viagem, sim?

 

Irlanda do Norte – 1º Dia – Manhã

Irlanda do Norte – 1º Dia – Tarde

Irlanda do Norte – 2º Dia – Manhã

Irlanda do Norte – 2º Dia – Tarde

Irlanda do Norte – 2º Dia – Noite

Irlanda do Norte – 3º Dia