Hungria – Budapeste

O pior de fazer anos em Janeiro é que se quero fazer alguma coisa especial como ir visitar algum país é quase certo que vou apanhar frio. Tenho de facto graças a isto apanhado frio em vários países. Este ano decidimos ir apanhar o frio do Leste e assim fomos visitar Budapeste na Hungria. Na verdade, queríamos assim um país baratinho mas bonito. Em primeiro lugar foi decidir onde ficar. Queríamos um hotel que fosse central para não termos que apanhar transportes e que tivesse pequeno-almoço incluído (se já leram as outras nossas aventuras, nós aproveitamos o pequeno-almoço como já meio almoço). Assim nos decidimos pelo ROOMbach hotel. O hotel fica no meio da cidade, pertinho de tudo. O ideal para o que queríamos (e nao foi caro, outra coisa que também queríamos).

Assim, partimos na quinta-feira. Desta vez fomos num voo de 2 horas e meia pela Wizz Air. Tenho a dizer que alguns dos assentos não são nada bons para quem sofre de claustrofobia. No voo para Budapeste foi lá um homem que se desunhou para se conseguir enfiar no assento. Um conselho, como o aeroporto ainda é longinho do centro da cidade, tentem marcar o táxi através do hotel, porque vos ficará bastante mais barato. Nós só nos demos conta quando já lá estávamos e por isso só o fizemos na vinda para casa. Mas compensa fazerem dessa maneira. Assim chegámos ao hotel, fizemos o check-in e como já eram quase horas de jantar, decidimos ir comer qualquer coisita e depois ir dar uma volta à beira rio.

Como queríamos um restaurante que ficasse já a caminho da beira rio decidimos ir jantar ao “Lucky 7 burgers and more“. Sim eu sei, decidimos por algo que não tem nada a ver com a comida Húngara, mas está bastante bem avaliado. Os hamburgers são bons, nada do outro mundo, são apenas hamburgers mas recomendo a quem quiser experimentar. Vá aqui está uma foto, se quiserem considerar a lá ir. Uma coisa que me impressionou foi o serviço, os senhores que nos atenderam foram muito simpáticos, deram mesmo uma boa sensação de boas vindas.

20180111_175743

Em seguida fomos dar uma voltinha pela cidade. Eram isto mais ou menos 8 horas da noite e estava um frio do caraças. Mesmo muito frio. Aí é que nos demos conta que se calhar devíamos aproveitar bem as horas de “sol”.

Mas a beleza da cidade definitivamente que nos abriu o apetite para o que nos esperava nos dias seguintes.

Para ver a nossa viagem clique aqui:
Budapeste – 1º Dia
Budapeste – 2º Dia
Budapeste – 3º Dia
Budapeste – 4º Dia