Paris – 1º Dia – 1ª Metade

Aqui começou verdadeiramente a nossa viagem a Paris (apesar de já ter provado o melhor que Paris tem para oferecer, bolos e queijo). Lá nos levantámos e fomos então para o pequeno-almoço. O que posso então dizer do pequeno-almoço? Não foi espectacular. O que tem contra é que não tem muita escolha. Há croissants simples, croissants com chocolate, baguette simples, manteiga, queijo e cereais. E pouco mais, há umas compotas também e uns iogurtes naturais. E claro, a máquina para as bebidas quentes. Não digo que seja mau, simplesmente não tem muita variedade.

De barriga cheia decidimos começar a nossa caminhada. Pois claro que indo no final de Fevereiro estava um frio horrível, estava sol, mas estava mesmo muito frio (ainda bem que fomos de metro a maior parte do tempo). Depois de comprarmos os travel cards, decidimos que a nossa primeira paragem seria o Louvre, o famoso museu de Paris. Decidimos sair numa paragem antes da do museu para andarmos um pouco por ali a ver a zona. Pelo caminho havia imensas lojas e numa transversal reparámos numa igreja e fomos lá ver. Pelos vistos era a Igreja de Saint-Eustache. A igreja é grande e imponente o que faz que não passe despercebida. Soubemos mais tarde que já foi palco de eventos importantes como a primeira comunhão de Louis XIV e o baptizado de Molière e Madame de Pompadour.

Próxima paragem: Louvre. Quem é que vê aquela pirâmide de cristal e não sabe que está em Paris? Um dos maiores ícones de Paris, sem dúvida. O Louvre é enorme. E quando digo que é enorme, é mesmo enorme. Facilmente se passa um dia inteiro para poder ver tudo como deve ser. Nós tivemos mesmo que decidir a determinado ponto o que queríamos ver, de outra maneira já não íamos ver mais nada naquele dia. Também não é de admirar, quando este é o museu de arte maior do mundo.

Como ficámos a saber durante a nossa visita, o museu do Louvre foi resultado de uma reconstrução do Palácio do Louvre, uma fortaleza do século XII que foi ampliada e reformada várias vezes. No Louvre estão expostas cerca de 35000 obras de arte anteriores a 1948, apesar da colecção do Louvre compreender cerca de 300000 obras de arte. A colecção do Louvre compreende várias áreas: antiguidades orientais, antiguidades egípcias, antiguidades gregas, romanas e etruscas, história do Louvre e o Louvre medieval, pintura, escultura, objectos de arte, artes gráficas e arte do Islã. Apesar da enorme variedade de obras de arte presentes, aquela que vimos que tem maior impacto e que tem um maior aglomerado de gente à volta é sem dúvida a Mona Lisa de Leonardo Da Vinci.

Saímos do Louvre e seguimos pelos jardins que se chamam os Jardin des Tuileries. Aqui apercebemos-nos de um hábito que os parisienses têm. Nos jardins, junto aos lagos existem várias cadeias de ferro, onde as pessoas podem se sentar a apreciar a paisagem e o sol (apesar de estar nesta altura muito frio).

E assim chegámos ao Place de La Concorde. Esta praça foi palco de acontecimentos importantes da história de França. Foi nesta praça que se instalou a guilhotina durante a Revolução Francesa onde foram executadas mais de 1200 pessoas, incluindo pessoas importantes como Marie Antoinette, Louis XVI e Robespierre.  O obelisco que se encontra no centro da praça nos dias de hoje, é proveniente de Luxor e tem mais de 3000 anos, tendo sido doado pelo vice-rei do Egipto.

_DSC0669

Em seguida foi apanhar o metro para irmos ver a basílica de Sacré-Coeur.

Se também querem ver é clicar

Paris – 1º Dia – 2ª Metade

Paris  1º Dia – 2ª Metade

Paris – 2º Dia

Paris – 3º Dia

Paris – 4º Dia

França – Paris

One thought on “Paris – 1º Dia – 1ª Metade

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s