Cruzeiro no Alasca – Icy Strait Point

Esta foi a nossa última paragem em terra antes de regressarmos ao Canadá, mas não a última paragem da viagem. Icy Strait, na nossa opinião ficou um bocadinho a desejar. Ficámos com a sensação que era uma paragem que podíamos ter “passado a frente” e não teríamos reparado. Não que não haja coisas interessantes para fazer, mas todas elas, digamos que têm um certo valor associado. O que nos pareceu o mais aliciante foi o ZipRider – uma descida de 1.5Km de uma altura de 396 metros. São 90 segundos a descer e chega a atingir uma velocidade máxima de 96 Km/hora. Foi logo a nossa escolha quando chegámos, no entanto, ao sabermos que seria 150 dólares por 90 segundos acabámos por desistir. No entanto, há outras coisas para fazer em Icy Strait Point.

Mas vamos comecar pelo início – como Icy Strait Point apareceu no mapa?

Em 1912, a Hoonah Packing Company construiu uma das fábricas mais produtivas de conservas do mundo exatamente nos arredores da cidade Hoonah. A fábrica mudou de gerência várias vezes até encerrar em 1953. Em 2004 a fábrica foi comprada por uma corporação de gerida por nativos de Hoonah e assim se procederam aos planos de criar um porto dinâmico nos arredores de Hoonah. E daqui Icy Strait Point tornou-se no único destino privados para cruzeiros na América. Para preservar a natureza da zona há limitações de escalas de cruzeiros realizadas neste porto.

Pois uma das formas de turismo que Icy Strait Point defende é o eco-turismo estando o ZipRider incluindo neste tipo de turismo. Há um grande esforço envolvido para preservar e conservar esta área.

Então o que se pode fazer em Icy Strait Point?

  • Excursões para observação de baleias

O parque nacional Glacier Bay é composto por 3.3 milhões de acres e faz parte do maior santuário marinho do mundo. Este parque nacional é internacionalmente protegido. O parque nacional está repleto de montanhas cobertas de neve, cascatas e fiordes. A única maneira de se poder visitar o parque nacional ou é de avioneta ou de barco. Apesar de me estar aqui a focar em Icy Strait Point, nós fizemos a travessia de cruzeiro pelo parque nacional Glacier Bay em direção a um dos glaciares e posso-vos garantir que foi o sítio mais bonito que já estive. No entanto, falarei mais no próximo post sobre Glacier Bay que será focado nos dois sítios que foram muitos especiais e que adorámos visitar neste cruzeiro pelo Alasca. Continuando… as águas em Icy Strait Point são riquíssimas em nutrientes e por isso existe uma enorme variedade de animais marinhos. Ente muitos pode-se nomear as orcas, baleias-jubarte, leões marinhos e focas. Por isso, uma destas excursões é certamente uma das melhores ideias para Icy Strait Point.


  • Excursões para observação de ursos castanhos

Icy Strait Point fica na ilha Chichagof. E esta ilha é muito especial, pois é aqui que existe o maior número de ursos castanhos por metros quadrado. A probabilidade de encontrar ursos nunca é maior que aqui! Nós não fomos numa excursão propriamente dita em procura de ursos. No entanto, como não tínhamos nenhuma excursão marcada fomos ao Wilderness Landing onde há um trilho entre a floresta ou onde se pode apanhar o teleférico. À chegada existe outro teleférico que vos leva ao topo da ilha. Os dois teleféricos ficou-nos por 50 dólares cada e podem andar em cada um deles as vezes que entenderem. No topo da ilha tem-se uma vista fantástica sobre os arredores, sendo possível ver tão longe como o oeste de Juneau, que fica a 30 milhas de distância.

O bilhete do teleférico também dava para uma pequena excursão. Esta excursão leva-os por um trilho e tem de ser com guia. E o guia tem de ir armado…não para as pessoas, mas para o caso de a coisa ficar feia com algum urso. Para proteger os visitantes na parte “pública” há várias fogueiras acesas para afugentar os ursos. E também há uma série de indicações a explicar que um encontro com um urso pode tornar-se rapidamente fatal.


  • Visitar Hoonah

Não quisemos de deixar de perder a oportunidade de visitar a cidade. Não me vou estender muito aqui, porque sou apologista que quando não tenho nada de bom para dizer é melhor não dizer nada. Deixo-vos apenas algumas imagens que tirámos na nossa curta visita a Hoonah.

Hoonah nasceu há mais de dois mil anos quando o povo Tlingit estabeleceu-se nesta zona. Isto devido ao gelo dos glaciers que os obrigou a “fugir” das suas casas. Hoonah é uma pequena vila de pescadores com poucas estradas pavimentadas e sem semáforos. Juntamente com o grande número de animais que habitam nas florestas em redor, 800 pessoas chamam a Hoonah a sua casa.


Na minha opinão, se estiverem a visitar Alasca por terra aproveitem para a observaão de baleias. Não imaginam a felicidade quando avistei a minha primeira baleia a sair de Icy Strait Point.

Avistamento de uma baleia à saída de Icy Strait Point

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: