Excursão às montanhas Wicklow

Quando se pensa em Irlanda pensa-se em Guiness, duendes, trevos e talvez bebedeiras (?). No entanto, a Irlanda tem muito mais para oferecer, e desde as minhas viagens até Dublin e Belfast, Irlanda significa natureza e paisagens maravilhosas. Na nossa viagem à Irlanda do Norte, o ponto alto foi a Calçada dos Gigantes e a costa irlandesa. Foi por isso que apesar de termos apenas um fim-de-semana prolongado em Dublin quisemos aproveitar o Domingo para visitar não a cidade mas pontos importantes relacionados com a natureza. Depois de muito procurar decidimos-nos por uma excursão às montanhas Wicklow. Existem várias agências que fazem esta viagem por isso não vou dizer que a nossa é a melhor, mas nós não temos nada a apontar de negativo, muito pelo contrário, não podíamos ter ficado mais bem servidos.

Depois de um pequeno-almoço no hotel pela manhãzinha fomos apanhar o autocarro que nos levaria às montanhas. O autocarro partia às 9:15 e tínhamos que fazer o check-in a partir das 9 no Dublin Visitor Center que fica na 16 Upper O’Connell Street. Por nossa sorte ficava mesmo ao lado do nosso hotel. Recomendo que quando comprarem os bilhetes escolham um dia que não dê mau tempo, pois este passeio à chuva não tem o mesmo encanto. Nós por acaso tivemos sorte que o único dia que não chovia era aquele em que podíamos participar na viagem. Tal como o motorista disse apanhámos a calmaria entre tempestades. E não se preocupem em comprar os bilhetes com antecedência, nós comprámos-os no dia antes de partimos para Dublin. Se quiserem comprar também bilhetes para a mesma excursão aqui vai o link: https://graylineireland.com/tours/wicklow-mountains-tour/ e o itinerário:

09:00  Check-in at the Dublin Visitor Centre, 16 Upper O’Connell Street, Dublin 1.
09:15   Departure towards the Wicklow Mountains and Glendalough
10:45  Arrive at Glencree Cemetery
11:50   Arrive at P.S. I Love You Bridge
12:15   Arrive at Guinness Lake
13:00  Arrive at Glendalough Lake
15:30  Arrive at Avoca Village
17:30  Arrive back in Dublin City Centre


De Dublin até o cemitério de Glencree

A maior parte desta hora e meia foi passada dentro de Dublin, uma vez que a viagem se iniciou mesmo no centro da cidade. O motorista, que também era o nosso guia, foi-nos apontando para curiosidades associadas a Dublin, incluindo a sua história e explicação dos vários pontos turísticos.

Perto do cemitério de Glencree, parámos no centro de Glencree (Glencree centre for Peace and Reconciliation) onde existe um cafezinho e uma casa-de-banho. Para chegarmos até ao cemitério descemos primeiro a colina onde nos deliciámos com a maravilhosa entrada para a natureza onde uma pequena cascata cantava àquela hora da manhã.

O cemitério que ficava no topo da outra margem da colina, chama-se Cemitério de Guerra Alemão. Existem 134 tumbas, onde se conhece a identidade de 53 dos sepultados. No entanto, desconhece-se a quem pertence 28 das tumbas ali existentes. Apesar da maior parte dos mortos que aqui jazem serem vítimas da 2ª Guerra Mundial, existem 6 tumbas que pertencem a prisioneiros que viviam no campo de prisioneiros Britânico durante a 1ª Guerra Mundial.

Como podem ver pelas fotografias esta primeira paragem abriu-nos o apetite para a beleza das montanhas Wicklow.


PS. I Love Bridge

De acordo com o motorista existem pessoas que participam nesta excursão apenas para visitarem esta ponte. Esta ponte é famosa porque foi local de filmagem do filme “PS. I Love You“, um romance dramático realizado em 2007 com Hilary Swank as Holly Reilly-Kenned e Gerard Butler as Gerry Kennedy. No filme é nesta ponte que o casal se conhece e por isso local famoso e de paragem obrigatória a quem vá até às montanhas de Wicklow, mesmo que não tenham visto o filme ou não gostem dele. Eu, apesar de ter visto o filme, não vim no passeio por causa da ponte, mas achei o local muito bonito e sim, talvez até se possa dizer que é um local romântico, se esquecermos os imensos turistas à volta.


Guiness Lake

Pessoalmente esta foi a melhor paragem do dia. Guiness Lake (o lago da Guiness) ou Lough Tay é um lago dentro de uma propriedade privada que oferece uma paisagem panorâmica magnífica, rodeado por falésias de granito. O nome do lago deve-se à sua forma e cor, que se diz ser semelhante a uma pint de Guiness: a areia branca da praia na costa norte como a espuma da cerveja e a cor escura da água como a própria cerveja. Atenção que apesar de sim, a água que se usa para a confecção da Guiness realmente vir das montanhas Wicklow, a que é usada não tem cor escura. Como disse acima, esta para mim foi a melhor paragem devido à beleza indescritível deste local.


Glendalough Lake

Como podem ver pelo itinerário acima, esta foi a paragem mais longa da excursão. E assim tinha de ser porque este parque nacional tem imenso para oferecer. Um vale entre dois rios com a beleza Irlandesa em pleno para desfrutar. Comecemos pela Cidade Monástica Antiga, uma cidade medieval com mais de 1500 anos onde ainda se erguem as ruínas de igrejas, da Catedral, do cemitério e a distinta torre redonda.

Continuando pelo caminho chega-se ao “Lower Lake“, um lago mais pequeno seguido de um muito maior, o “Upper Lake” onde a paisagem é de tirar a respiração.

Subindo um pouco a colina tem-se acesso à cascata Poulanass. Nós demorámos cerca de 2 horas a fazer todo o percurso, mas há tabuletas espalhadas pelo caminho a indicarem quanto tempo vos vai levar a chegar a determinado ponto. Para terem uma nocao, entre os dois lagos leva-se mais ou menos 15 minutos a andar. E não, fazer esta caminhada não requer demasiado esforço físico, facilmente se chega a todos os pontos dentro deste parque. No entanto, existe à entrada um mapa que foi-nos aconselhado tirar uma fotografia para não nos perdermos.


Avoca Village

A nossa última paragem foi nesta pequena vila ou melhor aldeia mais conhecida por ter sido palco de filmagem de várias séries e filmes. Por outro lado, esta zona também é conhecida pelas minas de cobre. Aqui aproveitou-se para uma experiência mais do género gastronómica onde bebemos mais uma pint de Guiness e uma cidra no pub da Avoca Village.

E assim acabou a nossa viagem pelas montanhas Wicklow. Foi um dia maravilhoso, com bom tempo, paisagens maravilhosas e com o coração e a alma mais cheios voltámos para Dublin, com a ideia de em seguir conhecer Dublin à noite. Mas isso fica para o próximo post! Até à próxima!

More post about Dublin

2 thoughts on “Excursão às montanhas Wicklow

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s