Padley Gorge Walk, Surprise View e Stanage Edge

Este é o meu último post sobre o Peak District (pelo menos por agora). Foi uma semana de muitos quilómetros, lindíssimas paisagens e comida deliciosa. Podem ver os post anteriores sobre Peak District se clicarem em:

Peak District – Matlock, Heights of Abraham and Thor’s Cave

Peak District – Bakewell, Chatsworth House and Monsal Trail

Peak District – Monsal Trail (trilho alternativo) & Mam Tor Trail

Peak District – Cavernas & Bamford


Para o nosso último dia tínhamos planeado dois trilhos, Padley Gorge Walk passando pelo Surprise View e o trilho em Stanage Edge.


Padley Gorge Walk

De manhã decidimo-nos por Padley Gorge Walk. Estacionámos no parque de estacionamento da estação de comboio Grindleford. O parque de estacionamento neste momento é gratuito. De mochila às costas atravessámos a ponte que passa por cima da linha do comboio e começámos o percurso em Padley Gorge. Existem dois caminhos até à Surprise View – um que passa ao longo do riacho Burbage Brook e um que vai pelo meio da floresta.

Início do trilho Padley Gorge

Nós até Surprise View fomos pelo meio da floresta e depois voltámos junto ao rio. O caminho não é difícil, talvez no início seja um bocadinho íngreme, mas só mesmo no início. Existem alguns pontos de interesse durante este trilho como Lawrencefield, uma escarpa rochosa com um pequeno lago. Pelas fotos que vi quando chove bastante esta escarpa tem uma pequena cascata, mas na altura que fomos não tinha chovido muito recentemente, por isso apenas vimos o lago. Continuando o nosso caminho chegámos à estrada principal A6187 e seguimo-la até ao parque de estacionamento “Suprise View Car Park” e daí até à escarpa de onde se tem uma visão longa dos campos à volta.

Depois de um trilião de fotografias tiradas descemos até Owler Tor, um conjunto de pedra com um formato engraçado, e seguimos pelo trilho até chegarmos ao riacho. A partir daqui começámos a descer de volta até ao carro sempre junto ao riacho. Acho que não é preciso mencionar que também aqui muitas fotografias foram tiradas pelo caminho.

Padley Gorge Walk revelou-se um dos trilhos mais bonitos e gostámos imenso de fazer. Para aqueles que gostam de ver as estrelas ou fans de astronomia, posso-vos informar que o Surprise View é um dos melhores sítios de Inglaterra para ver as estrelas, astros e a via láctea. Nós fomos aqui na nossa última noite e posso-vos dizer que não erámos os únicos a aproveitar o céu limpo e estrelado sobre nós – para o chamado Stargazing.


Stanage Edge

Se quiserem fazer todo o percurso do trilho de Stanage Edge Walk são cerca de 15 quilómetros. Nós não o fizemos por completo por duas razões, depois do Padley Gorge Walk estávamos com bastante menos energia e também o tempo não ajudou – começou a chover entretanto e por isso o que fizemos foi estacionar o carro numa das muitas bermas da estrada que leva a Stanage Edge (tenho a certeza que saberão de onde estou a falar quando lá forem porque existem muitos carros parados nestas bermas – ou claro também têm a opção do parque do estacionamento oficial “Hollin Bank Car Park” que é pago (atenção que só aceitam moedas). No último dia já estávamos mais confortáveis em deixar o carro em, digamos, estacionamentos alternativos. Assim, para não fazermos o trilho todo, subimos até Stanage Edge, uma longa e dramática escarpa de arenito com 6 quilómetros de comprimento. Como o tempo se tinha aguentado até aquela altura sem chover havia imensa gente a praticar escalada.

Nós ainda pensámos fazer o circuito circular até Stanage Pole e depois até ao carro, mas como começou a chover resolvemos dar meia-volta e regressar. Andando aqui na zona de Stanage Edge vê-se várias mós e moinhos que foram abandonados depois do desenvolvimento industrial em 1860. Mas é a paisagem do vale Derwent que faz valer a pena visitar e andar por Stanage Edge. Em última instância, depois de passar uma semana no Peak District posso dizer que independentemente se fazem os mesmos percursos/trilhos que nós ou outros diferentes de certeza que se aperceberão como o Peak District é bonito e que isso vos fará querer ver mais e jamais parar.


Último alojamento e últimas refeições

Para finalizar um aparte sobre o nosso último alojamento. Yorkshire Bridge Inn onde ficámos durante as nossas últimas duas noites. A localização era bastante boa, perto de Ladybower Reservoir, o quarto que nos calhou não era muito grande, mas de tamanho razoável, limpo, nada a apontar. Talvez o facto de não terem oferecido shampoo e gel de banho, mas também não perguntámos se tinham, por isso não sei se foi caso de esquecimento ou se realmente não esta incluído no alojamento. Tomámos aqui o pequeno-almoço nos dois dias, no primeiro pedi “Breakfast Bap” com bacon. Breakfast bap é uma sandes com bacon ou com salsicha e ovo estrelado. No entanto, no meu só veio o bacon e ficou um bocadinho aquém da expectativa. No segundo dia pedi o full breakfast vegetariano e sim a qualidade foi bastante superior.

Full breakfast vegetariano


Na primeira noite que ficámos aqui alojados também decidimos aqui jantar onde fizemos marcação atempada (a primeira desta viagem). Isto foi no Domingo à noite e por vezes os pubs têm um menu mais reduzido ao Domingo – normalmente o menu é mais focado no tradicional Sunday Roast. Posso dizer que não havia muita escolha e por isso acabámos por escolher o Hambúrguer Dam. Mas o que nos deixou mais desagrados foi o próprio serviço. Estivemos bastante tempo até nos trazerem as bebidas, pedimos uma entrada e vieram duas e no final houve um problema com a conta. Penso que o que ajudou a esta situação no geral foi o staff que estava a cobrir o serviço naquela noite que não parecia ter muita experiência. O melhor do jantar foi a sobremesa. Eu pedi a tradicional tarte de Bakewell e era deliciosa. O gelado equilibrou o doce da tarde e foi sem dúvida o que salvou o jantar.


No dia seguinte quisemos para a nossa última noite no Peak District jantar noutro local. Desta vez fomos ao “The George Inn” em Castleton. Aviso-vos que não há parque de estacionamento, mas há estacionamento gratuito nas ruas à volta. A comida era bastante boa e como era a nossa última noite fomos para uma refeição que incluiu 3 pratos – pedimos nachos para entradas, fish and chips para prato principal, e no final para sobremesa eu pedi um cheesecake “Honeycomb Golden Nugget Cheesecake” e o meu marido “Apple cobbler”, uma tarte com maçã e canela. A qualidade da comida era muito boa, o serviço rápido e atento. Uma das coisas particulares deste local é que também fornece pizzas artesanais – o serviço chama-se “Pizzabox”, mas nós não tivemos oportunidade de experimentar as pizzas, no entanto parece que têm bastante saída.


Assim termina a nossa viagem pelo Peak District. Espero que este e os outros posts vos tenha dado curiosidade em conhecer esta pequena parte de Inglaterra, que se não é de conhecimento comum é certamente um local que nos faz querer voltar.

Foto da nossa viagem